quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

São as estradas da vida.

Só se pode seguir uma delas, sem nunca saber como seriam as outras.

Gabito Nunes

3 comentários:

Jéu disse...

O problema é chegar lá na frente e perceber que deveria ter pegado a outra estrada, ou mesmo um atalho, em outra direção.

Lúu Almeida disse...

A gente bem que podia sentir as duas.
'')

Flores!

Ives disse...

E seguimos, abraços