sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

Pra todos os efeitos...

Pra todos os efeitos sou uma mulher que se entende. Nome, sobrenome e identidade impressa. Letras garrafais e um gole sem gelo. Porre de manhã, lucidez o dia inteiro. Liberada, financiada e morta de ciúmes. Para todos os efeitos você ainda não viu esse filme.

Martha Medeiros 
do livro, Meia noite e um quarto.
gosto MUITO dele. Vale a pena ler.

0 comentários: