quinta-feira, 17 de dezembro de 2009

Dói

Dói pensar que eu não me apaixono por alguém que dedica a mim todo o seu tempo e sua atenção. Dói quando eu brigo com uma amigo muito querido e passo reto por ele por não ter coragem de assumir o meu erro e pedir desculpas. Dói a possibilidade de nunca conseguir amar ninguém. Dói saber que um possível futuro que eu imagino não aconteça por falta de sentimento. Dói quando eu olho para mim e vejo que posso me esforçar mais do que me permito e não faço. Dói ouvir Jack Johnson sozinha. Isso dói muito. Pensar naqueles versos onde o mundo parece mais bonito quando estamos "Better Together". Será que seria mesmo melhor? Mas eu preciso estar Together de quem? Ainda sinto a minha falta. Sim, sinto falta de saber o que eu realmente quero. Às vezes, é mais fácil passar um conto de fadas por cima da verdade. Isto faz com que eu dê alguns passos. Mas esse caminho dói. Dói o coração, a consciência. Não é certo mentir para os outros, ainda mais para mim mesma. Eu mereço e preciso das minhas próprias verdades. Não, elas não são boas. Para ferir, uso um defeito fútil. Chamo-me de gorda, feia, inútil. Fútil, sim. E não sinto orgulho nenhum. Preciso ser um pouco mais humana. Preciso limpar meu coração.

0 comentários: