quinta-feira, 14 de maio de 2009

O tempo

Ontem era aniversário de uma pessoa próxima. Meu santo nunca "bateu" muito com o dela. Não concordo com a maioria das atitudes dela, acho ela criança demais, chantagista demais com a mãe dela, e aquele tipo de pessoa que quer aparecer tentando ter mais do que pode. Mas tudo isso é o que EU acho né. E como diz um amigo, ou conhecido, ou sei lá o que meu.. Ninguém tem o poder de julgar ninguém. E pensando todas essas coisas sobre ela, eu acabo fazendo um julgamento, o MEU julgamento. Me sinto mal por isso.. Mas é uma coisa meio que involuntária. Espero que Deus me perdoe por todos esse julgamentos que faço, todo santo dia. Julgamentos talvez certos, mas os quais não cabe a mim fazê-los. Enfim.. O caso é que ontem era o aniversário dela, e eu escolhi um presente, e ela adorou. Fiquei tão feliz que ela tenha gostado tanto! Muito feliz mesmo!
O engraçado, que mesmo que a gente não tenha muitas afinidades com certas pessoas, a convivência faz com que se forma algum tipo de vínculo. Seja ela qual for. Engraçado o que o tempo pode fazer com as nossas vidas. Ele muda tudo e leva quase tudo com ele. Quando digo quase, é porque as lembranças não são totalmente apagadas da nossa memória. Elas ficam. As fotos ficam. Apesar de que com o tempo, as lembranças, quando não são dividas com alguém, vão se perdendo, porque não são mais lembradas, e quando morremos, quem vai lembrar de qualquer lembrança que seja!? E as fotos também, podem ser perdidas, rasgadas, deterioradas pelo tempo de "vida" mesmo. É, o tempo... Misterioso, assim como os céus, os mares, a noite, e o que nos espera após a morte. Talvez seja por isso que alguns dizem que a perda mais lamentável, seja a perda de tempo! Eu concordo, mas acho que quem perdeu alguém querido para a morte, como eu, sabe que a perda mais dolorida mesmo, é essa. Apesar que nessas horas começamos a nos questionar, e a lamentar, quanto tempo poderíamos ter aproveitado ao lado desta pessoa que se foi, e não aproveitamos.
Meu Deus, comecei a falar de aniversário e acabei falando de morte. Meus pensamentos estão a mil hoje. Deve ser a chuva.. Ou quem sabe a vontade de viver, de mudar, de crescer, de aprender, de começar de novo que há dentro de mim. A esperança de que tudo vai dar certo.
E VAI mesmo! se DEUS quiser! E ele quer..

0 comentários: