quinta-feira, 7 de maio de 2009

maybe some day?

Falando em minha capacidade de "não amar"...

"Eu nunca quis namorar, achava chato. É um processo diferente, você perde a liberdade, tem que dar satisfação, tem que levar o namorado junto pra cima e pra baixo, tem que dividir a vida, tem que dizer "olha eu tô com essa cara hoje porque acordei me achando uma vaca", tem que tomar cuidado pra não levar um par de chifres, é aquela meleca do tem-que-ser. Eu ainda vislumbrava o lado bom, que era dormir junto no inverno, ter alguém pra ir ao cinema, ver filme no sofá e acabou, mais nada. Na balança eu via que o lado negativo pesava mais, então a minha ação era o boicote. Qualquer pessoa que dizia que gostava de mim eu dizia tchau, mané, até mais ver. Tinha uma barreira imaginária, quando eu sentia que a outra pessoa estava enfiando o pé em terrenos perigosos, adeus. Já fiz as piores maldades, mas nem tudo é publicável, use a imaginação."
Por Clarissa Corrêa.

Bom saber que eu não sou a única...
E é ainda melhor saber que ela superou esta fase.. Quem sabe alguma hora eu consiga também!
tomara...

0 comentários: